RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Volume: 19. (4 Suppl.5)

 

Editorial

1 - Editorial

Rev Med Minas Gerais; 19.(4 Suppl.5):1, Out/Dez, 2009

Artigos Originais

2 - Pandemia do vírus influenza A H1N1: experiência da abordagem pediátrica no Hospital das Clínicas da UFMG

Pandemic Influenza A H1N1 virus: pediatric experience in the Hospital das Clínicas da UFMG

Flávia Alves Campos; Aline Joice Pereira Gonçalves; Maria Vitória Assumpção Mourão; Aline Almeida Bentes; Aline de Lima Andrade Ferreira; Ana Carmem Quaresma Mendonça; Beatriz Adriane Rodrigues Gonçalves; Beatriz Silva Vilela Ribeiro; Bruna de Campos Guimarães e Figueiredo, Camila Blanco Cangussu, Carla Daniele Silva Mesquita; Cefas Gonçalves Pio de Oliveira; Cristiano Luiz Mattos Franco; Daiana Elias Rodrigues; Elisa Seiler Poelman; Felipe Augusto Campos Guimarães; Júlia Baptista Lopes Borten; Júlia Freitas Villaschi; Juliana de Oliveira Ferreira; Larissa Barbosa Moreira; Larissa Scofield Miglio Rispoli; Lívia Curvelo Uliana; Lívia Pieroni Barroso da Cruz; Luciana Silva Jorge; Marcela Brilhante de Castro; Maria Carolina Ferreira Barbosa; Maria Clara Nunes Pereira; Maria Thereza Macedo Valadares; Naiara Rodrigues Mendes Ferreira; Patrícia Magalhães Louzada Cindra; Renata Marcos Bedran; Tatiana de Oliveira Rassi

Rev Med Minas Gerais; 19.(4 Suppl.5):4-10, Out/Dez, 2009

INTRODUÇÃO: apresenta-se revisão histórica com as características do vírus influenza A H1N1 e a evolução da pandemia.
OBJETIVOS: observar o comportamento da população pediátrica e comparar temporalmente as ações e as recomendações dos protocolos do Ministério da Saúde vigentes em cada momento.
MÉTODOS: trata-se de estudo descritivo das ações tomadas pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas para atendimento hospitalar e ambulatorial pediátrico dos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo vírus.
RESULTADOS: nas publicações mundiais atuais, a infecção pelo vírus influenza A H1N1 na faixa pediátrica mostrou ter mais gravidade nos pacientes com comorbidades. A evolução das crianças que não apresentavam comorbidades foi semelhante à da influenza sazonal.
CONCLUSÕES: é importante o levantamento de dados brasileiros no preparo para uma possível segunda onda de infecção por esse vírus ou outro mutante.

Palavras-chave Influenza Humana; Vírus da influenza A Subtipo H1N1; Pediatria.

INTRODUCTION: This is a historical review of the influenza A vírus H1N1 subtype and the pandemic evolution.
OBJECTIVES: To observe the behavior of the pediatric population and to compare over time the actions and recommendations of the protocols of the Ministério da Saúde in effect at any time.
METHODS: This is a descriptive study of the actions taken by the Hospital das Clinicas, Federal University of Minas Gerais for hospital and outpatient pediatric cases of suspected or confirmed infection by this new virus.
RESULTS: The current publications worldwide show that the infection with influenza A H1N1 in pediatric patients was shown to be more serious in patients with comorbidities. The development of children who had no comorbidities was similar to seasonal influenza.
CONCLUSIONS: Data collection in Brazil is important in preparation for a possible second infection stage by this virus or other mutants.

Keywords Human Influenza; Influenza A Vírus H1N1 Subtype; Pediatrics.

Artigos de Revisão

3 - Atividade muscular em diferentes métodos de alimentação do recém-nascido e sua influência no desenvolvimento da face

Muscular activity in different methods of newborn feeding and its influence in the face development

Alessandra Parreira Menino; Paulo Roberto Tatsuo Sakima; Luciano Borges Santiago; Joel Alves Lamounier

Rev Med Minas Gerais; 19.(4 Suppl.5):11-18, Out/Dez, 2009

O crescimento facial é mais acentuado nos primeiros anos de vida, mas pode sofrer alterações extrínsecas de forma e/ou tamanho durante seu crescimento e desenvolvimento, que vão até a puberdade. O método alimentar utilizado nos primeiros anos de vida mostra-se um fator influenciador do crescimento e desenvolvimento das estruturas orofaciais, atuando por meio do exercício muscular como um direcionador do crescimento dos ossos anexos e também de funções como a respiração e deglutição. O mecanismo de sucção, realizado por músculos que podem interferir no processo de crescimento e desenvolvimento da face e nas funções de respiração e deglutição, difere em cada método de alimentação. Neste artigo são apresentados os efeitos musculares nas estruturas da face, considerando três métodos diferentes de alimentação infantil: aleitamento materno, copinho e mamadeira. As informações e dados sobre esses três métodos de alimentação dos recém-nascidos foram separados em tópicos para facilitar a comparação e compreensão de seus efeitos: reflexos, vedamento, postura da língua, movimento muscular, respiração e alterações anatômicas.

Palavras-chave Aleitamento Materno; Recém-Nascido; Métodos de Alimentação; Copo; Mamadeiras; Desenvolvimento Maxilofacial; Ossos Faciais/crescimento & desenvolvimento; Ortodontia.

Facial growth is more pronounced in the first years of life, but there may be extrinsic alterations in form and/or size during growth and development up to puberty. The feeding method used in the first years of life proves to be an influencing factor in the orofacial structures growth and development, by means of the muscular exercises as a directing factor of the annex bones growth and also of functions such as breathing and swallowing. The suction mechanism carried out by muscles that may interfere in the growth process and development of the face and in the breathing and swallowing functions is different in each feeding method. This article shows the muscular effects in the face structures, taking into consideration three different methods of baby feeding: breastfeeding, cup and bottle. The information and data concerning these three feeding methods in newborn babies were divided into topics in order to make easier the comparison and understanding of their effects: reflection, occlusion, tongue posture, muscle movement, breathing and anatomical changes.

Keywords Breast Feeding; Infant, Newborn; Feeding Methods; Cup; Nursing Bottles; Maxillofacial Development; Facial Bones/growth & development; Orthodontics.

4 - Comorbidade asma e rinite alérgica: inter-relações entre as vias aéreas superiores e inferiores

Asthma and allergic rhinitis comorbidity: interactions between upper and lower airways

Cláudia Ribeiro de Andrade; Paulo Augusto Moreira Camargos; Cássio da Cunha Ibiapina; Cristina Gonçalves Alvim; Arthur Drummond; Deivison Vilaça; Jader Lúcio; Kelly Juliana Batista; Mona Lisa Mariano; Antonio Gontijo; João Gabriel Matos

Rev Med Minas Gerais; 19.(4 Suppl.5):19-24, Out/Dez, 2009

OBJETIVO: revisar a literatura sobre as inter-relações entre as vias aéreas superiores e inferiores, com enfoque na asma e na rinite alérgica.
MÉTODOS: pesquisa não-sistemática realizada nas bases Medline e LILACS nos últimos 20 anos, usando os descritores "asthma" "allergic rhinitis" "interaction" "united airways".
RESULTADOS: vários estudos clínicos, epidemiológicos, experimentais sugerem a hipótese de que asma e rinite alérgica são a expressão de uma única doença que acomete as vias aéreas. Pacientes com asma frequentemente apresentam rinite alérgica e a rinite alérgica não tratada dificulta o controle da asma. Do ponto de vista histológico, as mucosas nasais e brônquicas compartilham várias semelhanças. Alterações da mucosa nasal causam alterações mediadas por respostas fisiológicas na mucosa brônquica, e vice-versa. Esse corpo de evidências culminou com a iniciativa ARIA (Allergic Rhinitis and its Impact on Asthma), que enfatiza a necessidade de tratar a rinite alérgica no paciente com asma.
CONCLUSÕES: a hipótese de que asma e rinite alérgica são a expressão de uma única doença que acomete o trato respiratório tem se consolidado e reforça a importância da busca por tratamentos que contemplem de forma integrada a comorbidade.

Palavras-chave Asma; Rinite Alérgica; Comorbidade.

OBJECTIVE: To review the literature about interactions between upper and lower airways with emphasis in asthma and allergic rhinitis.
METHODS: A non systematic review was conducted using Medline and LILACS in the last twenty years, using "asthma" "allergic rhinitis" "interaction" "united airways" as descriptors.
RESULTS: Several clinical, epidemiological, experimental studies suggest the hypothesis that asthma and allergic rhinitis are the expression of a single disease that affects the airways. Patients with Asthma often have allergic rhinitis, and untreated allergic rhinitis make asthma control difficult. From the histological point of view, the nasal and bronchial mucosa share many similarities. Changes in the nasal mucosa cause changes in bronchial mucosa, mediated by physiological responses and vice-versa. These findings led to the initiative (ARIA) Allergic Rhinitis and its Impact on Asthma, that emphasizes the need to treat allergic rhinitis in patients with asthma.
CONCLUSIONS: The hypothesis that allergic rhinitis and asthma are the expression of a single disease that affects the respiratory tract has been strengthened and reinforced the importance of searching for integrated treatments that aim the seamless comorbidity.

Keywords Asthma; Allergic Rhinitis; Comorbidity.

Relato de Caso

5 - Gastroenterite eosinofílica em criança, levando à desnutrição

Eosinophilic gastroenteritis and children with malnutrition

Renata Marcos Bedran; Thaís Costa Nascentes Queiroz; Priscila Menezes Ferri; Alexandre Rodrigues Ferreira; Maria do Carmo Barros de Melo

Rev Med Minas Gerais; 19.(4 Suppl.5):25-27, Out/Dez, 2009

A gastroenterite eosinofílica é uma afecção caracterizada pela infiltração maciça de eosinófilos no trato gastrointestinal. Foi descrita pela primeira vez por Kaijser em 1937 e pode acometer qualquer área do trato gastrointestinal. A causa e o mecanismo de infiltração de eosinófilos são ainda desconhecidos. A apresentação pode variar, dependendo da localização, assim como da profundidade e da extensão do acometimento, e geralmente tem curso crônico. É uma doença relativamente rara, que afeta predominantemente adultos jovens do sexo masculino.

Palavras-chave Gastroenterite; Eosinofilia; Deficiências do Desenvolvimento; Desenvolvimento Infantil.

Eosinophilic gastroenteritis is a condition with extensive infiltration of eosinophils in the gastrointestinal tract. It was first described by Kaijser en 1937 and can affect any part of gastrointestinal tract. The cause and the real way for infiltration are unknown. Presentation may vary depending on location as well as depth and extent of bowel wall involvement and usually runs a chronic relapsing course. It is a rare disease that affects mainly young adult men.

Keywords Gastroenteritis; Eosinophilia; Developmental Disabilities; Child Development.

Educação Continuada

6 - A criança com hepatopatia crônica: abordagem diagnóstica inicial

The child with chronic liver disease: initial diagnostic approach

Eleonora Druve Tavares Fagundes; Alexandre Rodrigues Ferreira; Mariza Leitão Valadares Roquete; Francisco J. Penna

Rev Med Minas Gerais; 19.(4 Suppl.5):28-34, Out/Dez, 2009

Um amplo espectro de doenças hepáticas crônicas pode se manifestar na faixa etária pediátrica, seja ao nascimento, nos primeiros anos de vida ou mais tardiamente. As hepatopatias crônicas acarretam impacto importante na morbimortalidade, o que enfatiza a necessidade de diagnóstico precoce. Este artigo aborda a conduta diagnóstica inicial frente a uma criança com quadro sugestivo de hepatopatia crônica.

Palavras-chave Hepatopatias; Cirrose Hepática/diagnóstico; Criança. Saúde da Criança.

A wide spectrum of chronic liver disease can manifest in childhood: either at birth, in the first few years of life, or later. Chronic Liver disease mean significant impact on mortality and morbidity, thus early diagnosis is very important. This article discusses the initial diagnostic approach of a child with chronic liver disease.

Keywords Liver Diseases; Liver Cirrhosis/diagnosis; Child; Child Health.

7 - Doença de Wilson em crianças e adolescentes: como fazer diagnóstico precoce

Wilson's disease in children and adolescent: a key to an early diagnosis

Stephania de Andrade Sócio; Alexandre Rodrigues Ferreira; Eleonora Druve Tavares Fagundes; Mariza Leitão Valadares Roquete; Francisco José Penna

Rev Med Minas Gerais; 19.(4 Suppl.5):35-41, Out/Dez, 2009

A doença de Wilson é uma desordem autossômica recessiva do metabolismo do cobre, que leva à impregnação desse metal em diversos tecidos como o fígado, cérebro, córnea e rins. Tem prevalência de 1:40.000 e evolui de forma progressiva e fatal se não tratada. Seu diagnóstico depende de suspeição clínica e exames laboratoriais, podendo ser difícil nos pacientes assintomáticos ou com insuficiência hepática grave. A tríade clássica de apresentação é hepática, neurológica e oftalmológica. Na criança, a forma de apresentação mais comum é a hepática (aguda ou crônica). Os critérios diagnósticos são baseados na presença de ceruloplasmina baixa, cobre em urina de 24 horas e cobre livre elevados e avaliação oftalmológica à procura do anel de Kayser-Fleischer. O tratamento medicamentoso deve ser instituído o quanto antes, de forma a evitaremse as lesões teciduais do excesso de cobre, daí a grande importância do diagnóstico precoce. A droga de escolha é a D-penicilamina, mas é necessário o monitoramento de seus possíveis efeitos colaterais e eventuais pioras do quadro neuropsiquiátrico. Existem outras drogas, como a trientina, tetratiomolibdato e o zinco, que também têm efeito na redução do cobre orgânico.

Palavras-chave Degeneração Hepatolenticular/diagnóstico; Degeneração Hepatolenticular/terapia; Criança; Doença de Wilson.

Wilson disease is an authossomal recessive disorder of copper metabolism that leads to the impregnation of the metal in different tissues such as the liver, brain, cornea and kidneys. There is a prevalence of 1:40,000 and evolution is progressive and fatal if untreated. The diagnosis depends on clinical suspicion and laboratory tests, and may be difficult in situations such as the asymptomatic patients or with severe liver insufficiency. The classic triad presentation is the hepatic, neurological and ophthalmologic disease. In children, the most common is the hepatic (acute or chronic). The diagnosis criteria are based on the presence of low ceruloplasmine, elevated copper in 24-hour urine and high seric copper and ophthalmologic evaluation in search of Kayser Fleischer ring. The medication treatment must be established as soon as possible so as to prevent tissue lesions due to copper excess, hence the great importance of early diagnosis. The drug choice is the D-penicilamin, with careful monitoring of side effects and attention for occasional worsening of the neuropsychiatric state. There are other drugs as trientine, tetratiomolibdato and zinc that also have an effect on the reduction of organic copper.

Keywords Hepatolenticular Degeneration/diagnosis; Hepatolenticular Degeneration/therapy; Child; Wilson's Disease.

8 - Aspectos da qualidade de vida relacionada à saúde em oncologia pediátrica

Issues of health related quality of life in pediatric oncology

Karla Emília de Sá Rodrigues; Benigna Maria de Oliveira; Marcos Borato Viana

1. Mestre em Ciências da Saúde - Área de concentração em Oncologia. Especialista em Oncologia Pediátrica. Médica do Serviço de Hematologia e Oncologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da UFMG
2. Doutora em Pediatria. Professora do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG
3. Doutor em Pediatria. Professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG

Rev Med Minas Gerais; 19.(4 Suppl.5):42-47, Out/Dez, 2009

Nas últimas décadas, houve aumento significativo nos índices de sobrevida das crianças e adolescentes com diagnóstico de neoplasias malignas. Essa acentuada melhora levanta questionamentos não só em relação à quantidade ou duração da sobrevida, mas também quanto à qualidade de vida. A mortalidade não é mais o ponto final apropriado quando se está considerando a eficácia de uma intervenção médica. As crianças e seus cuidadores experimentam significativo comprometimento da qualidade de vida nos meses que se seguem ao diagnóstico do câncer. Dessa forma, tanto as decisões clínicas quanto a condução de pesquisas só deveriam ser realizadas juntamente com o desenvolvimento de boas medidas de avaliação da qualidade de vida.
OBJETIVO: alertar o pediatra a respeito da importância da avaliação da qualidade de vida relacionada à saúde de crianças e adolescentes com câncer.
MÉTODOS: foram selecionadas 39 referências em pesquisa realizada nas bases de dados Medline e no LILACS, utilizando-se as palavras-chave qualidade de vida, sobrevida, neoplasia.

Palavras-chave Neoplasias; Criança; Adolescente; Sobrevivência; Qualidade de Vida.

There has been in the last decades a significant increase in the survival rate of children and adolescents with cancer diagnosis. This impressive improvement raises issues related not only to the amount of gained survival years but also to the quality of such survival. Mortality is no longer the more the appropriate end point to evaluate the efficacy of a medical intervention. Children and their parents suffer a remarkable decline in their quality of life during several months after the cancer diagnosis. Thus it would be highly appropriate that the evaluation of the quality of life was also an integral part of the clinical decisions and research in this area.
OBJECTIVE: to alert pediatricians to the importance of evaluating health related quality of life in children and adolescents with cancer.
METHODS: 39 references were selected from Medline and LILACS databases using the key words quality of life, survival and neoplasm.

Keywords Neoplasms; Child; Adolescent; Quality of Life; Survival.