RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Volume: 25. (Suppl.4)

 

Editorial

1 - Mensagem dos Coordenadores Revista Mineira de Anestesiologia

Luciana de Souza Cota Carvalho Laurentys; Marcel Andrade Souki

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):1, Jan/Ago, 2015

Artigos Originais

2 - Óxido nitroso a 50% em oxigênio para procedimentos dolorosos pediátricos realizados por não anestesiologistas: uma revisão sistemática da literatura

Nitrous oxide 50% in oxygen for painful pediatric procedures used by non-anestesiologists: a systematic review of the literature

Claudirene Milagres Araújo; Benigna Maria de Oliveira; Yerkes Pereira e Silva

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):4-10, Jan/Ago, 2015

OBJETIVO: revisar trabalhos publicados relacionados à utilização do óxido nitroso a 50% em oxigênio da dor durante realização de procedimentos em crianças.
MÉTODO: revisão sistemática dos últimos 43 anos indexados nas bases de dados: MEDLINE (Pub-Med), Cochrane BVS, SciELO e LILACS.
RESULTADOS: foram identificados 399 artigos. Os motivos de exclusão de artigos potencialmente relevantes foram: não utilizar o óxido nitroso em concentração fixa a 50% em oxigênio, não ser ensaio clínico aleatório, estudo sem método específico de avaliação da dor, estudo avaliando outro método analgésico, além da mistura equimolar, associado no mesmo grupo de tratamento. Apenas dois estudos apresentaram qualidade metodológica adequada. Pesquisa avaliou a dor durante injeção intramuscular de Palivizumab, comparando mistura equimolar de óxido nitroso em oxigênio com o anestésico tópico EMLA® isolado e um terceiro grupo com as duas medidas analgésicas associadas. Neste estudo, a mistura equimolar mostrou-se eficaz na redução da dor leve a moderada durante a injeção intramuscular. Outro comparou morfina ao óxido nitroso a 50% em oxigênio durante retirada de dreno de tórax em crianças, demonstrando que a mistura equimolar, quando utilizada em um procedimento que causa dor intensa, não teve resultados superiores à morfina.
CONCLUSÃO: esta revisão mostrou insuficiência de ensaios clínicos com metodologia adequada para avaliação da eficácia da mistura de óxido nitroso em oxigênio a 50%. São necessários novos estudos, realizados em procedimentos que causam dor de diferentes intensidades, para que conclusões mais precisas sejam obtidas.

Palavras-chave Óxido Nitroso; Analgesia; Dor; Manejo da Dor; Bem-Estar da Criança.

OBJECTIVE: To revise published papers on the use of Nitro Oxide of up to 50% in Oxygen used to decrease pain intensity during procedures on children.
METHOD: systematic revision of indexed data bases from the last 43 years: MEDLINE (PubMed), Cochrane BVS, SciELO and LILACS.
RESULTS: Initially, 399 articles were identified. The main reasons for the exclusion of potentially relevant articles were: not using nitro oxide at a fixed concentration of 50% in oxygen; not being a randomly clinic essay; being a study without a specific method of pain assessment; a study with assessment of another analgesic method; as well as the equimolar mixture associated in the same treatment group. After analysis, only two studies presented adequate quality methodology. One study evaluated pain during the intramuscular injection of Palivizumab, comparing the equimolar mixture of nitro oxide in oxygen with the topical anesthetic EMLA and in an isolated third group with the two associated analgesic measurements. In this study, the equimolar mixtures demonstrated an efficient reduction in slight to moderate pain during the intramuscular injection. The other study compared morphine to Nitro oxide at 50% in oxygen during the removal of Thorax drainer in children, showing that the equimolar mixture, when used in a procedure that causes intense pain, didn't present better results than morphine.
CONCLUSION: This revision has shown an insufficiency of clinical trials with adequate methodology to evaluate the efficiency of the mixture of Nitro oxide in oxygen at 50%. Further studies with procedures that cause different pain intensity are necessary so that more precise conclusions can be obtained.

Keywords Nitrous Oxide; Analgesia; Pain; Pain Management; Child Welfare..

3 - A influência do índice bispectral no tempo de alta hospitalar de pacientes submetidos a procedimentos oftalmológicos

The influence of the bispectral index in hospital time of patients undergoing ophthalmic procedures

Adriano Bechara de Souza Hobaika; Marcus Vinicius Gomez; João Agostini Netto; Kléber Costa de Castro Pires

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):11-16, Jan/Ago, 2015

OBJETIVO DO ESTUDO: avaliar se a titulação de drogas guiada pelo índice bispectral em pacientes submetidos à cirurgia oftalmológica ambulatorial está associada a uma redução no tempo de alta.
MÉTODO: foram selecionados 111 pacientes submetidos a procedimentos oftalmológicos realizados sob sedação intravenosa associada ao bloqueio peribulbar. Os pacientes foram randomizados em dois grupos. Nos pacientes do grupo controle, o anestesista responsável administrou a sedação de acordo com parâmetros clínicos: manter o paciente entre 2 a 4 pontos na escala de sedação de Ramsay. No outro grupo, o índice bispectral foi monitorizado e a sedação foi administrada para manter os valores entre 70 e 85. Foram comparados entre os grupos os dados demográficos, a dosagem de drogas, a duração dos procedimentos, as complicações pós-operatórias e o tempo de alta.
RESULTADOS: os grupos não apresentaram diferenças estatísticas em relação aos dados demográficos, à dosagem das drogas intravenosas e à dose administrada de anestésico local. Não se observou diferença entre os grupos em relação à duração dos procedimentos e ao tempo de alta para casa. As complicações pós-operatórias detectadas foram náuseas e vômitos e dor pós-operatória, no entanto, sem diferença estatística significante entre os grupos.
CONCLUSÕES: a monitorização com o índice bispectral não foi mais eficaz que à monitorização clínica, em reduzir o tempo de alta para casa de pacientes submetidos a cirurgias oftalmológicas ambulatoriais sob sedação e bloqueio peribulbar.

Palavras-chave Anestesia Intravenosa; Período de Recuperação da Anestesia; Oftalmologia.

STUDY OBJECTIVE: assessing whether drug titration guided by the bispectral index in patients submitted to outpatient ophthalmological surgeries is associated with a decreased time of hospital discharge.
METHOD: one hundred and eleven patients submitted to outpatient ophthalmological procedures performed under intravenous sedation associated with peribulbar block were selected for this study. Patients were randomized in two groups. In the control group, the anesthetist in charge administered sedation according to clinical parameters: maintaining the patient between 2 and 4 points in the Ramsay's sedation scale. In the other group, the bispectral index was monitored and sedation was performed with the purpose of maintaining its values between 70 and 85. Demographic data, drug dosage, length of procedures, post-surgical complications and time of hospital discharge were compared between the two groups.
RESULTS: groups have not shown statistical differences regarding demographic data, dosage of intravenous drugs and the dosage of local anesthetic administered. No difference was observed between groups regarding the length of the procedures, and the time of hospital discharge. The post-surgical complications detected were nausea and vomiting and post-surgical pain, however, with no statistically significant difference between groups.
CONCLUSIONS: bispectral index monitoring has not been more effective than clinical monitoring to reduce the time of hospital discharge of patients submitted to outpatient ophthalmological surgeries under sedation and peribulbar block.

Keywords Anesthesia; Intravenous; Anesthesia Recovery Period; Ophthalmology.

Artigos de Revisão

4 - Lidocaína: análise do uso intravenoso para atenuar os reflexos cardiovasculares da laringoscopia e intubação traqueal

Lidocaine: analysis of the intravenous use to mitigate the cardiovascular reflexes of laryngoscopy and tracheal intubation

Gustavo Henrique Silva; Anamaria Ruiz Combat; Thobias Zapaterra Cesar; Thulio Zapaterra Cesar

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):17-20, Jan/Ago, 2015

A lidocaína é um anestésico local do tipo aminoamida, com ação antiarritmica, analgésica, sedativa e anti-inflamatória. Devido a tais efeitos, a lidocaína por via venosa é largamente utilizada para atenuar os efeitos cardiovasculares da intubação traqueal, que podem levar a alterações marcantes na pressão arterial (PA) e na frequência cardíaca (FC). Essas alterações hemodinâmicas indesejáveis podem aumentar a morbidade e mortalidade per e pós-operatórias. A lidocaína usada por via intravenosa se mostrou eficaz na atenuação de reflexos cardiovasculares resultantes da intubação traqueal, em todas as idades. Foi eficaz na prevenção do aumento da FC, exceto em crianças e da pressão arterial sistólica, diastólica e média, em todas as faixas etárias. Houve diminuição da incidência de arritmias e alterações eletrocardiográficas, na dose de 1,5 mg/kg.

Palavras-chave Lidocaína; Laringoscopia; Intubação Intratraqueal.

Lidocaine is a local anesthetic of the amino amide type, with antiarrhythmic, analgesic, sedative and anti-inflammatoryactions actions. Because of such effects, intravenous lidocaine is widely used to mitigate the cardiovascular effects of tracheal intubation, which can lead to marked changes in bloodpressure (BP) and heart rate (HR). These undesirable hemodynamic changes may increase per and postoperative morbidity and mortality. The lidocaine used intravenously was effective in attenuating cardiovascular reflexes from tracheal intubation, at all ages. It was effective in preventing the increase in HR, except in children, and systolic, diastolic and mean blood pressure in all age groups. There was a decrease in the incidence of arrhythmias and ECG changes at a dose of 1.5 mg/kg.

Keywords Lidocaine; Laryngoscopy; Intubation, Intratracheal.

5 - Escolha do anestésico local para bloqueio peribulbar: revisão da literatura

Choice of local anesthetic for peribulbar block: literature review

André Cançado Fróis; Bruno Carvalho Cunha de Leão; Anamaria Ruiz Combat Tavares

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):21-27, Jan/Ago, 2015

Procedimentos cirúrgicos oftalmológicos são realizados, em sua maioria, em pacientes com idade avançada e que apresentam diversas comorbidades clínicas, trazendo subsequentes preocupações com o emprego de anestesia geral. Há, portanto, preferência pela anestesia regional, sendo o bloqueio peribulbar o mais executado na prática. Não há consenso ou recomendação sobre qual anestésico local apresenta melhor perfil de qualidade e segurança para realização de bloqueios oftalmológicos. Há muitos estudos comparando diversas drogas na literatura, porém não há revisão sobre o assunto agrupando os diferentes resultados. O objetivo deste artigo é fazer uma revisão comparando os anestésicos locais usados na rotina quanto à eficácia, pressão intraocular, possibilidade de intoxicação sistêmica e satisfação do paciente e do cirurgião.

Palavras-chave Procedimentos Cirúrgicos Oftalmológicos; Anestésicos Locais; Bloqueio Nervoso; Pressão Intraocular.

Ophthalmologic surgical procedures are performed mainly in elderly patients who present with many coexisting diseases that induce subsequent hazards from general anaesthesia. Therefore, regional anaesthesia is preferred, and peribulbar block has been the most executed in daily practice. There is no consensus or recommendation about which local anaesthetic has best attributes of quality and safety for ophthalmic blockades. There are many studies comparing different drugs in literature, however, a review about the subject, gathering results, was never made. This article aims a review comparing different local anaesthetics used routinely concerning efficacy, intraocular pressure, possibility of systemic intoxication, and patients' and surgeons' satisfaction.

Keywords Ophthalmologic Surgical Procedures; Anesthetics, Local; Nerve Block; Intraocular Pressure.

6 - Raquianestesia: prós e contras

Spinal anesthesia: pros and cons

Thiago Robis de Oliveira; Laura Aparecida Lacerda e Louzada; Jaci Custódio Jorge

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):28-35, Jan/Ago, 2015

O desenvolvimento da raquianestesia vem acontecendo há pouco mais de 100 anos. Da técnica inicial, muito se mudou, com instrumentais diferenciados, fármacos com melhor perfil, refinamento da técnica, assim como indicações e contraindicações mais precisas. Hoje, grande parte das cirurgias infraumbilicais é passível de serem realizadas sob raquianestesia, provendo estabilidade clínica e excelente analgesia pós-operatória. Para alguns segmentos populacionais, como idosos e gestantes, essa técnica ganhou ainda mais importância. Contudo, apesar de ser amplamente difundida, o bloqueio subaracnóideo tem limitações de uso, trazendo consigo, como qualquer outra técnica, vantagens e desvantagens. Este trabalho de revisão visa a relatar as principais vantagens e desvantagens do bloqueio subaracnóideo, elencando seu papel em grupos especiais e abordando as mais recentes descobertas sobre essa técnica.

Palavras-chave Raquianestesia; Anestesia por Condução; Complicações Intraoperoperatórias.

The development of spinal anesthesia has been underway for just over 100 years. Much has changed from the initial technique, with different instruments, drugs with better profile, technical refinement and more precise indications and contraindications. Today, much of the infra-umbilical surgeries are likely to be performed under spinal anesthesia, providing clinical stability and excellent postoperative analgesia. For some population groups such as the elderly and pregnant women, this technique gained even more importance. However, despite being widespread, the spinal block has limitations of use, bringing with it like any other technique, advantages and disadvantages. This review paper aims at reporting the main advantages and disadvantages of spinal block, listing its role in special groups and addressing the latest discoveries about this technique.

Keywords Anestehsia, Spinal; Anesthesia, Conduction; Intraoperative Complications

7 - Anestesia peridural: vantagens e desvantagens na prática anestésica atual

Epidural anesthesia: advantages and disadvantages in the current anesthesia practice

Marcello de Albuquerque França; Samuel de Andrade Araujo; Erick Martins Faria de Abreu; Jaci Custódio Jorge

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):36-47, Jan/Ago, 2015

Estudos recentes foram realizados com o intuito de evidenciar vantagens no uso da anestesia peridural em diversas especialidades. Na cirurgia cardíaca, ela reduziu o risco de arritmias supraventriculares e complicações pulmonares sem influenciar diretamente na mortalidade, na incidência de infarto agudo do miocárdio e de acidente cerebrovascular. Em procedimentos ortopédicos promoveu bom controle da dor pós-operatória, principalmente em cirurgias de correção de escoliose. Todavia, não teve impacto significativo em desfechos pós-operatórios. Nas cirurgias urológicas oncológicas não foi encontrada associação entre o uso do bloqueio peridural e a diminuição da recorrência tumoral. Houve redução do sangramento perioperatório e controle adequado da dor sem ocorrer, no entanto, alteração no tempo de internação hospitalar. Nas cirurgias torácicas, atualmente tem perdido espaço para o bloqueio paravertebral, que se mostrou igualmente eficaz e com melhor perfil de efeitos colaterais. Na população pediátrica, o bloqueio peridural se destaca frente às outras modalidades analgésicas, sobretudo em cirurgias de grande porte. O risco de complicações associadas diminui progressivamente com o aumento da idade e a execução da técnica sob anestesia geral ou sedação profunda é aparentemente segura. Em gestantes, a analgesia peridural permite alívio da dor e não há evidência de que aumenta a incidência de cesáreas, porém em situações de urgência o bloqueio subaracnóideo é preferido. Estudos que avaliaram a anestesia peridural em cirurgias abdominais verificaram retorno precoce do trânsito gastrintestinal, sem aumento na incidência de deiscência anastomótica. O uso do bloqueio em cirurgias laparoscópicas ainda é controverso.

Palavras-chave Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/métodos; Anestesia Epidural; Anestesia Epidural/contraindicações; Anestesia Epidural/métodos.

Recent studies have been conducted to elucidate the advantages of using epidural anesthesia in several specialties. In cardiac surgery, it was shown to reduce supraventricular arrhythmias and pulmonary complications risk, without having a direct effect on mortality, myocardial infarction and cerebrovascular events. Epidural anesthesia produced better pain control after orthopedic procedures, especially after scoliosis correction, however it has no significant impact in postoperative outcomes. No correlation between the use of epidural block and tumor recurrence could be found in urological oncological surgeries. Reduced bleeding and good pain control has been achieved without reduction on hospitalization duration. In thoracic surgeries, recently, it is being replaced by paravertebral block, which can be equally effective and with better collateral profile. Epidural anesthesia is preferable over the other analgesic modalities, in the pediatric population, especially for major procedures. The complications risk with its use reduces progressively with increasing age and the execution of the technique under general anesthesia or deep sedation is apparently safe. Epidural analgesia in parturients relief pain and there is no evidence on increasing cesarean rate, but in the emergency scenarios subarachnoid spinal anesthesia is still preferred. Studies have evaluated the epidural blockade in abdominal surgeries, it was shown to allow fast return of bowel movements without increasing the incidence of anastomotic leakage. Its use in laparoscopic surgery is still controversial.

Keywords Surgical Procedures, Operative/methods; Anesthesia, Epidural; Anesthesia, Epidural/contraindications; Anesthesia, Epidural/methods.

8 - Recrutamento alveolar: em quem? como? quando?

Alveolar recruitment: who needs? how? when?

Alexandre Silva Pinto; Maxwell dos Reis; Carolina Lima Coelho Teixeira; Roberto Cardoso Junior; Allan Patryck Bassotto Lino

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):48-55, Jan/Ago, 2015

O advento da ventilação mecânica moderna trouxe inúmeros benefícios para o manejo anestésico e de pacientes críticos em unidades de cuidados intensivos. Acompanhando essa evolução vieram as complicações relacionadas ao controle ventilatório do paciente. A atelectasia é o principal evento complicador pulmonar dos pacientes submetidos à anestesia geral. As manobras de recrutamento alveolar são uma opção na tentativa de aumentar as unidades alveolares abertas, evitando, assim, a atelectasia pulmonar. Esse efeito pode ser mais ou menos duradouro, a depender da estratégia adotada para o recrutamento. O conhecimento das formas de recrutamento e suas peculiaridades, dos pacientes candidatos a essas manobras e do momento de realização das mesmas é extremamente importante, na tentativa de evitar as complicações per e pós-operatórias relacionadas ao colapso alveolar.

Palavras-chave Atelectasia Pulmonar; Anóxia; Cirurgia Torácica; Anestesiologia.

The advent of modern mechanical ventilation brought numerous benefits to the anesthetized and critically ill patients in intensive care management. Accompanying this evolution came the complications related to the patienís ventilatory control. Atelectasis is the main event complicating pulmonary patients undergoing general anesthesia. The alveolar recruitment maneuvers are an option in an attempt to increase alveolar units open, thus preventing pulmonary atelectasis. This effect can be more or less permanent, depending on the strategy for recruitment. Knowledge of the methods of recruitment and its peculiarities, the eligible patients and the best time to perform these maneuvers, are extremely important in an attempt to avoid postoperative complications related to alveolar collapse.

Keywords Pulmonary Atelectasis; Anoxia; Thoracic Surgery; Anesthesiology.

Relato de Caso

9 - Anestesia peridural em paciente portadora de esclerose lateral amiotrófica - relato de caso

Epidural anesthesia in patient with amyotrophic lateral sclerosis - case report

Marcela Lopes de Oliveira; Rodrigo de Lima e Souza; Maurício de Melo Garcia; Tolomeu Artur Assunção Casali; Gláucio Grégori Nunes Bomfá

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):56-58, Jan/Ago, 2015

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: a esclerose lateral amiotrófica (ELA) é uma doença degenerativa progressiva do neurônio motor, de causa desconhecida, com padrão genético frequente. Quando os músculos responsáveis pela ventilação são acometidos, o paciente evolui para o óbito em alguns anos em decorrência da insuficiência respiratória. O objetivo deste trabalho é relatar o caso de uma paciente com ELA que foi submetida à gastrostomia e colostomia no Hospital Belo Horizonte sob anestesia peridural contínua e sedação consciente.
CONCLUSÃO: as evidências têm demonstrado que a administração do bloqueio no neuroeixo associado à dexamedetomidina parece ser segura em pacientes com ELA, pois evita a manipulação das vias aéreas e as complicações respiratórias.

Palavras-chave Esclerose Amiotrófica Lateral; Gastrostomia; Colostomia; Anestesia Epidural.

JUSTIFICATION AND OBJECTIVES: Amyotrophic Lateral Sclerosis (ALS) is a progressive degenerative disease of the motor neuron, of unknown cause, with a frequent genetic pattern. When the muscles responsible for ventilation are affected, the patient progresses to death in a few years as a result of respiratory failure. The aim of this study is to report the case of a patient with ALS who underwent gastrostomy and colostomy in Belo Horizonte Hospital under continuous epidural anesthesia and conscious sedation.
CONCLUSION: Evidence has shown that the neuraxial block administration associated with dexmedetomidine seems to be safe in patients with ALS, since it avoids manipulation of the respiratory airways and complications.

Keywords Amyotrophic Lateral Sclerosis; Gastrostomy; Colostomy; Anesthesia, Epidural.

Literatura Sugerida

10 - Effect of perioperative intravenous lidocaine administration on pain, opioid consumption, and quality of life after complex spine surgery

Farag E; Ghobrial M; Sessler DI; Dalton JE; Liu J; Lee JH; Zaky S; Benzel E; Bingaman W; Kurz A

Rev Med Minas Gerais; 25.(Suppl.4):59, Jan/Ago, 2015