RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Volume: 23. (Suppl.2)

 

Editorial

1 - Mensagem do Presidente da Sociedade Mineira de Pediatria

Raquel Pitchon dos Reis

Rev Med Minas Gerais; 23.(Suppl.2):S1-S2, Jan/Jun, 2013

Artigo Original

2 - Adesão ao tratamento de doenças crônicas em pediatria: uma revisão crítica da literatura

Adherence to treatment of chronic diseases in pediatrics: a critical literature review

Sílvia Aparecida Steiner; Marcia Regina Fantoni Torres; Francisco José Penna; Maria do Carmo Barros de Melo

Rev Med Minas Gerais; 23.(Suppl.2):S5-S11, Jan/Jun, 2013

O objetivo do estudo é apresentar revisão da literatura sobre os fatores relacionados à adesão e à não adesão a medicamentos prescritos para pacientes portadores de doenças crônicas prevalentes na faixa etária pediátrica. Foi realizada revisão crítica da literatura, tendo sido selecionados artigos referentes à não adesão, publicados nas bases de dados Medline e Lilacs, no período de 1999 a 2011. A porcentagem de adesão a diversos tipos de tratamento é variável, sendo encontrados dados na literatura, em relação a doenças crônicas, de 4,6 a 100% de adesão, podendo ser atribuída à dificuldade de padronização da definição de critérios utilizados para a avaliação, bem como a diversidade das amostras dos estudos. Vale destacar que a resposta a um tratamento vai além da sua eficácia clínica, o que impõe o conceito de não adesão. Adesão ao tratamento medicamentoso em doenças crônicas é tema complexo. Os profissionais de saúde devem estar atentos aos pacientes que não estão respondendo ao tratamento, reduzindo, desta forma, sequelas e comorbidades, assim como custos adicionais em saúde.

Palavras-chave Pediatria; Doença Crônica; Criança; Adesão à Medicação.

The aims of this study was to present a review of the literature on the factors related to adherence and no adherence to medications prescribed to patients with chronic diseases prevalent in the pediatric population. We performed a critical review of the literature, having been selected articles from non-compliance, published in Medline and Lilacs in the period 1999 to 2011. The percentages of adherence to various types of treatment is variable, and find data in the literature in relation to chronic diseases from 4.6 to 100% compliance, which can be attributed to the difficulty in standardizing the definition of criteria used for evaluation, and the diversity of the study samples. Note that the response to treatment goes beyond the clinical efficacy, which imposes the concept of non-compliance. Adherence in chronic diseases is a complex issue. Health professionals should be alert to patients who are not responding to treatment, thus reducing sequel and comorbidities, as well as additional costs in health.

Keywords Pediatrics; Chronic Disease; Medication Adherence.

3 - Perfil alimentar de adolescentes e adultos jovens em Belo Horizonte segundo perfil antropométrico e contexto de moradia

Nutritional profile of adolescents and young adults in Belo Horizonte by anthropometric and neighborhood context

Adriana Lúcia Meireles; César Coelho Xavier; Aline Dayrell Ferreira Sales; Mery Natali Silva Abreu; Deborah Carvalho Malta; Waleska Teixeira Caiaffa

Rev Med Minas Gerais; 23.(Suppl.2):S12-S19, Jan/Jun, 2013

INTRODUÇÃO: os padrões dietéticos podem diferir por área de residência e diferenciais intraurbanos, sugerindo que a adoção de práticas alimentares saudáveis vai além de características individuais.
OBJETIVO: comparar consumo alimentar de jovens, com e sem excesso de peso (EP), vivendo em diferentes áreas de vulnerabilidade à saúde.
MÉTODOS: estudo seccional baseado em informações de 563 indivíduos de 15 a 24 anos residentes em Belo Horizonte obtidas por meio de inquérito domiciliar realizado em 2003. A vulnerabilidade do local de moradia dos participantes foi avaliada pelo Índice de Vulnerabilidade à Saúde (IVS). Foram realizadas comparações pelo teste Qui-quadrado de Pearson e avaliada a correlação pelo coeficiente de Spearman.
RESULTADOS: a prevalência de EP foi de 13,4%, sendo maior no sexo masculino. Os jovens entrevistados apresentam padrão alimentar abaixo do recomendado para o país em relação ao consumo de verduras, legumes, frutas, leite e derivados. Quanto mais alto o risco de vulnerabilidade da área, menor o consumo de verduras e legumes; frutas ou suco de frutas; leite e derivados; e carne, peixe ou aves. Já o consumo de feijão correlacionou-se diretamente com o risco. Observou-se que, entre os indivíduos sem EP, as correlações entre o consumo alimentar e o IVS se mantiveram. Entretanto, entre os jovens com EP, apenas o consumo de leite e derivados manteve-se correlacionado ao IVS.
CONCLUSÕES: o local de moradia influencia o padrão alimentar dos jovens; e entre os indivíduos sem EP o contexto pode exercer mais influência sobre o consumo alimentar quando comparados aos com EP.

Palavras-chave Consumo de Alimentos; Dieta; Adolescente; Adulto Jovem; Sobrepeso; Vulnerabilidade em Saúde; Saúde da População Urbana.

INTRODUCTION: Dietary patterns may differ by area of residence and intra-urban differentials, suggesting that adopting healthy eating habits goes beyond individual characteristics.
OBJECTIVE: To compare dietary intake of young people, with and without overweight (OW), living in different areas of health vulnerability.
METHODS: Cross-sectional study prepared based on information from 563 individuals 15-24 years living in Belo Horizonte obtained through a household survey conducted by the National Cancer Institute and Brazilian Ministry of Health in 2003. The vulnerability of the place of residence was assessed by the Health Vulnerability Index (IVS). Comparisons were made by chi-square test and correlation technique of Spearman.
RESULTS: The OW prevalence was 13.4%, being higher in males. The young participants present below the recommended dietary pattern for the country in relation to the consumption of vegetables, fruits and dairy products. It was observed that the higher the risk of vulnerability of lower consumption of vegetables, fruit or fruit juice, dairy products, and meat, fish or poultry. The consumption of beans directly correlated with risk. It was observed that, among subjects without OW the correlations between dietary intake and IVS remained. However among youth with OW, only the consumption of dairy products remained correlated with IVS.
CONCLUSIONS: The findings suggest that the place of residence influences the dietary pattern of the youth, and among individuals without OW, the context can influence on food consumption when compared to youth with OW.

Keywords Food Consumption; Diet; Adolescent; Young Adult; Overweight; Health Vulnerability; Urban Health.

Artigos de Revisão

4 - Alerta amarelo: icterícia após duas semanas de vida é uma urgência pediátrica

Yellow alert: icterus after two weeks of life is equal of medical evaluation

Thaís Costa Nascentes Queiroz; Eleonora Druve Tavares Fagundes; Mariza Leitão Valadares Roquete; Alexandre Rodrigues Ferreira; Ana Carolina Martins Faria de Abreu; Pollyanna Rocha Moreira

Rev Med Minas Gerais; 23.(Suppl.2):S20-S26, Jan/Jun, 2013

A colestase neonatal manifesta-se clinicamente com icterícia, colúria, hipocolia ou acolia fecal. Reveste-se de grande importância, uma vez que requer propedêutica urgente e precisa, com o propósito de definir o diagnóstico e tratamento. Diante de todo recém-nascido cuja icterícia persista além dos 14 dias de vida, impõe-se a dosagem das bilirrubinas (total e fração) e a observação da coloração das fezes e urina. Uma vez confirmada a colestase, é necessário o encaminhamento urgente para um centro de referência. Para investigação da causa da colestase, o uso de protocolo sistemático é útil para agilizar o diagnóstico. Atresia biliar, uma das principais causas de icterícia colestática, necessita de correção cirúrgica antes dos 60 dias de vida. Tal procedimento mostra-se bem-sucedido em 70 a 80% dos pacientes operados antes dessa idade. O encaminhamento tardio dos pacientes com suspeita de AB constitui um dos principais fatores para o fracasso da correção cirúrgica. Por isso, a divulgação da importância da análise da cor das fezes e da dosagem de bilirrubinas, a partir de campanhas como alerta amarelo, é necessária e deve atingir não apenas os pais, mas também os profissionais da saúde.

Palavras-chave Atresia Biliar; Prognóstico; Portoenterostomia Hepática; Colestase Extra-Hepática.

Neonatal cholestasis manifests clinically with jaundice, dark urine, fecal acholia or hipocholia. It is of great importance, since it requires urgent and precise propaedeutics to define diagnosis and treatment. Before every newborn whose jaundice persists beyond 14 days of life, it is necessary the dosage of bilirubin (total and fraction) and the color observation of feces and urine. Once confirmed cholestasis, it is required urgent transfer to a referral center. To investigate the cause of cholestasis, the use of systematic protocol is useful to accelerate the diagnosis. Biliary Atresia (BA), a major cause of cholestatic jaundice, requires surgical correction before 60 days of life. This procedure is successful in 70-80% of patients operated before this age.The late referral of patients with suspected BA is one of the main factors for the failure of surgical correction. Therefore, disclosure of the importance of analyzing the color of feces and the determination of bilirubin through campaigns such as yellow alert is required and must reach not only parents, but also health professionals.

Keywords Biliary Atresia; Prognosis; Portoenterostomy, Hepatic; Cholestasis, Extrahepatic.

5 - Alterações auditivas em crianças portadoras de fissuras labiopalatinas

Hearing loss in children with cleft of the lip and palate

Márcia Helena Miranda de Freitas Oliveira; Ana Luísa de Freitas Resende; Cássio da Cunha Ibiapina; Ricardo Neves Godinho

Rev Med Minas Gerais; 23.(Suppl.2):S27-S33, Jan/Jun, 2013

As fissuras labiopalatinas são malformações congênitas que têm como características deformidade estética facial, alterações de fala e disacusia condutiva ocasionada pela disfunção crônica da tuba auditiva. Existem protocolos de tratamento para a reparação do lábio e do palato, que habitualmente são realizados aos três e aos 18 meses de idade, respectivamente. A reparação do palato tem como funções restabelecer a anatomia do palato e assoalho da cavidade nasal, bem como promover o funcionamento adequado da tuba auditiva. A correta inserção dos músculos tensor e elevador do véu palatino no palato duro pode promover abertura mais eficiente da tuba auditiva durante a deglutição, mantendo a aeração da orelha média, minimizando o risco do desenvolvimento da otite média com efusão. Se, por um lado, os protocolos são claros em relação ao momento da palatoplastia, não existe consenso para o tratamento da disfunção da tuba auditiva. Estudos têm surgido com a intenção de orientar equipes de tratamento a definir o melhor momento para a resolução dessa doença, que indicam timpanotomia com colocação de tubos de ventilação como tratamento de escolha. Alguns pesquisadores recomendam a timpanotomia precocemente, aos quatro meses de idade, outros são mais conservadores e aguardam o surgimento dos sintomas para intervir cirurgicamente. Neste trabalho verificou-se o que existe de mais atual no tratamento das otites médias com efusão, os estudos com modelos computacionais, a história natural das alterações auditivas em pacientes com fissuras labiopalatinas não operadas e o resultado das introduções de tubos de ventilação no desenvolvimento auditivo e de fala dessa população.

Palavras-chave Fissura Palatina; Tuba Auditiva; Ventilação da Orelha Média; Otite; Audição.

The cleft lip and palate are congenital malformations characterized by esthetic facial deformation, delays in speech, conductive hearing loss caused by cronical disfunction of Eustachian tube. There are treatment protocols for lip and palate reparation that, usually, are made at 3 and at 18 months-old, respectively. The palate restauration have the function of restabilish the palate anatomy and nasal cavity floor, as well promote the correct operation of Eustaquian tube. The rigth insertion of tensor and levator velli palatini muscle on the hard palate can promote this opening on the Eustaquian tube more eficiently during swallowing, keeping midle ear aeration, minimizing the risk of otitis media with effusion development. The protocols are clear in respect of the palatoplasty time, but there is not a consensus about the treatment of Eustachian tube disfunction. Studies have emerge with the intention of orientation for the treatment teams to define the best resolution for this patology, wich indicates tympanotomy with grommet insertion for the chosen treatment. Some reserchers indicate tympanotomy earlier, at 4 months-old, some others are more conservatives and wait for the symptoms to appear for a surgical intervention. In this study we verify what is the current treatment of otitis media with effusion, the studies with computation models, the natural history of hearing loss in patients with unrepared cleft palate and the results of grommets introduction on speech and hearing development of this population.

Keywords Cleft Palate; Eustachian Tube; Middle Aer Ventilation; Otitis; Hearing.

6 - Avaliação e suporte nutricional na criança com colestase

Nutrition assessment and support of children with cholestasis

Pamela de Souza Haueisen Barbosa; Laura Jácome de Melo Pereira; Francislaine Veiga da Silva; Thaís Costa Nascentes Queiroz; Eleonora Druve Tavares Fagundes; Alexandre Rodrigues Ferreira

Rev Med Minas Gerais; 23.(Suppl.2):S34-S40, Jan/Jun, 2013

A colestase acomete 65% dos pacientes pediátricos com hepatopatia, sendo responsável por várias consequências clínicas, como: retenção hepática de substâncias excretadas pela bile, lesão hepática progressiva, má-absorção intestinal de gorduras e vitaminas lipossolúveis, anorexia e esteatorreia. Há risco subestimado de desnutrição nesses pacientes, que está associada a grande morbidade. Para classificar os pacientes quanto ao estado nutricional, usam-se os índices de avaliação do crescimento. Porém, considerando a condição clínica do paciente, que pode incluir visceromegalias e ascite, os índices que utilizam o peso na análise podem ser imprecisos. Nesses casos, o uso das medidas de pregas cutâneas e da circunferência braquial leva a avaliações mais fidedignas. O paciente com colestase exige suporte nutricional para compensar a má-absorção e possível desnutrição. Esse suporte inclui: aporte calórico elevado, ingestão proteica em níveis que não se induza hiperamonemia, oferta de ácidos graxos majoritariamente de cadeia média, suplementação de vitaminas lipossolúveis (A,D, E e K) e alguns minerais. Adequado suporte nutricional pode evitar a progressão rápida da doença hepática, facilitar o processo de cicatrização, aumentar a função imunológica, além de prevenir várias consequências da deficiência de uma variedade de micro ou macronutrientes que pode ocorrer na colestase.

Palavras-chave Colestase; Nutrição; Desnutrição; Criança; Avaliação Nutricional.

Cholestasis affects 65% of pediatric patients with liver disease and it is responsible for several clinical consequences such as liver retention of substances excreted in bile, progressive liver damage, intestinal malabsorption of fats and fat-soluble vitamins, anorexia, and steatorrhea. There is an underestimated risk of malnutrition in these patients, which is associated with high morbidity. Indexes of growth evaluation are used to classify patients according to their nutritional status. However, considering the clinical condition of the patient, which may include increase of some organs's size and ascites, the indices that use weight in the analysis may be inaccurate. In these cases, the use of measures of skin-fold thickness and arm circumference leads to more reliable evaluations. The patient with cholestasis requires nutritional support to compensate the malabsorption and possible malnutrition. This support includes: caloric intake higher than usual, protein intake at levels which do not induce hyperammonemia, an offer of fatty acids predominantly medium-chain (absorbed independently from the action of micellar bile acids), supplementation of fat-soluble vitamins (A, D, E and K) and some minerals. An adequate nutritional support can avoid the fast progression of liver disease, facilitate the healing process, and enhance immune function, besides of preventing many consequences from the deficiency of a variety of micro or macronutrients which may happens in cholestasis.

Keywords Cholestasis; Nutrition; Malnutrition; Child; Nutrition Assessment.

7 - Brincadeiras infantis e suas implicações na construção de identidades de gênero

Child's play and its influence on the development of the gender identity

Chaiton Washington Cardoso Bicalho

Rev Med Minas Gerais; 23.(Suppl.2):S41-S49, Jan/Jun, 2013

Este estudo destaca a importância da compreensão do significado de gênero para o profissional de terapia ocupacional e outros, para que eles possam desconstruir a idéia vigente de que gênero é sinônimo de sexo e sexualidade e, enfatizar que os papéis de gênero são construídos no decorrer da vida dos indivíduos. Decifrar essa nova terminologia ajuda a compreender as interações sociais entre os sexos na sociedade e, as desigualdades existentes nessa relação. Assim sendo, sexo é visto em nossa sociedade como similar a gênero e, essa afirmativa determina a forma como as crianças vão ser criadas e educadas na sociedade. A apropriação e aquisição da identidade de gênero pelos menores é um processo continuo que passa por várias mudanças e transformações.No início da infância as crianças são influenciadas pela sociedade e, por diferentes meios e formas, são passados a sua cultura. Inclusive através de diversas atividades, em especial, pelas as brincadeiras infantis. Essas influências vão interferir na definição de seus papéis de gênero na sociedade. Este estudo tem como finalidade discutir a forma como as crianças constroem a sua identidade de gênero na infância através do brincar e, quais são as implicações e a interferência dos adultos e das crianças nesse processo de construção.

Palavras-chave Identidade de Gênero; Terapia Ocupacional; Jogos e Brinquedos.

This studies highlights the importance of understanding the meaning of gender for the professional and other occupational therapy, so they can deconstruct the prevailing idea that gender is synonymous with sex and sexuality, and to emphasize that gender roles are constructed during the lives of individuals. Deciphering this new terminology helps to understand the social interactions between the sexes in society, and inequalities in the relationship. Thus, gender is seen as similar to our society and gender, this statement determines how children will be raised and educated in society. Ownership and acquisition of gender identity for children is an ongoing process that goes through several changes and transformações. No early childhood children are influenced by society and by different means and ways are past their culture. Even through various activities, especially by children's games. These influences will interfere in their definition of gender roles in society. This study aims to discuss how children construct their gender identity in childhood through play, and what are the implications and the interference of adults and children in the process of construction.

Keywords Gender Identity; Occupational Therapy; Play and Playthings.