RMMG - Revista Médica de Minas Gerais

Volume: 29. (Suppl.10) DOI: http://www.dx.doi.org/10.5935/2238-3182.20190081

Voltar ao Sumário

Suplemento do 2º Curso de Antibiocoterapia LIPDIP/LADIP

Neutropenia febril com foco cutâneo em paciente portador de mieloma múltiplo

Aldo César de Brito Moraes1, Cecília Rebello Faria2, Daniela Piva Venício3, Lucas Cezarine Montes1, Rômulo José de Castro Resende1, Túlio Safar Sarquis Soares1 Orientador: Augusto Veloso Lages4

1. Acadêmico da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais
2. Médica plantonista do IAMSPE (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual)
3. Acadêmica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense
4. Médico residente de Clínica Médica - HC/UFMG, Belo Horizonte- MG, Brasil

 

Resumo

Introdução: Neutropenia Febril é uma condição potencialmente grave que cursa frequentemente sem manifestações localizatórias de infecção. Deve ser tratada com droga de amplo espectro com cobertura para Pseudomonas aeruginosa, podendo ser necessário cobertura antimicrobiana específica adicional em casos selecionados, como foco cutâneo. Relato de caso: Paciente do sexo masculino, 56 anos, portador de Mieloma Múltiplo, tratado em regime ambulatorial com Ciclofosfamida, Dexametasona e Talidomida. Admitido com quadro de febre há 3 dias, pico de 38,5ºC, e abscesso axilar à esquerda. Também apresentava úlcera sacral profunda, sem flogose importante. Revisão laboratorial da admissão: PCR de 223mg/L, 130 neutrófilos/microL. Feito o diagnóstico de Neutropenia Febril, foram iniciados Cefepime, Vancomicina e Metronizadol. Realizada drenagem de abscesso em 23/08. Cultura de material revelou presença Staphylococcus aureus sensível à Oxacilina. Optou-se, então, por descalonamento de antibioticoterapia para Oxacilina (2g de 4/4h). Buscando avaliar a hipótese de Osteomielite em úlcera sacral devido extensão da mesma, detectou-se Probe to Bone Test negativo à avaliação inicial e, posteriormente, Rressonância Magnética de pelve confirmou a ausência de osteomielite. Paciente evoluiu com melhora dos parâmetros laboratoriais e clínicos, sem febre e com aumento da contagem de neutrófilos. Ainda encontra-se internado no HC/UFMG. Conclusão: Busca-se, com o presente caso, ressaltar a necessidade de anamnese e exame físico completo diários em paciente neutropênico febril, tendo em vista a sútil apresentação de quadro infecciosos, por vezes despercebidos ao exame sumário. No caso em tela, a hipótese de osteomielite aventada foi excluída pela realização de Probe to Bone Test e Ressonância Magnética de pelve.

Palavras-chave: Neutropenia Febril. Abscesso. Probe to Bone Test. Osteomielite

 

Referências

1. Lalani T, Schmitt SK. Osteomyelitis in adults: Clinical manifestations and diagnosis. Uptodate. [online]. 2019. Disponível em https://www.uptodate.com/contents/osteomyelitis-in-adults-clinical-manifestations-and-diagnosis/print.

2. Longo DL, et al. Medicina interna de Harrison. 18.ed. Porto Alegre: AMGH; 2013.

3. Goldman L, et. al. Cecil Medicina Interna. 24. ed. Rio de Janeiro: SaundersElsevier; 2012.